Notícias | 5 de outubro de 2022 | Fonte: CQCS l Ítalo Menezes

Dois carros colidem e um dos veículos tomba; Seguro ameniza danos 

Na manhã desta quarta-feira, uma colisão entre um Jeep Renegade e um For Fusion terminou com um dos carros tombado e uma condutora ferida. O acidente aconteceu na região do Bairro Carandá Bosque, em Campo Grande (MS). Tudo foi flagrado por uma câmera de segurança presente no local e os condutores enfatizaram que graças ao Seguro, os prejuízos serão mínimos. As informações são do site Campo Grande News. 

As imagens da câmera de segurança mostraram o momento exato da colisão, quando a motorista do Fusion não respeitou a sinalização, avançou a preferencial e colidiu com o Jeep. Por causa da batida, o Fusion foi tomado por fumaça. A condutora, que não teve a identidade revelada, sofreu ferimentos leves e foi retirada do carro com ajuda de curiosos que estavam presente no local. 

Júlio César Bahia, de 48 anos, condutor do Jeep, relatou que seguia para o serviço com o filho e o sócio, quando a motorista do Fusion cruzou. “Quando eu vi já tinha batido. O carro rodou e tombou. Não nos machucamos, saímos pelo teto solar”, contou. Os proprietários de ambos os carros informaram que possuem seguro e graças a esse fato, os prejuízos causados aos veículos vão ser mínimos. 

Em entrevista ao CQCS, o consultor de Seguros, Sergio Ricardo lembrou que as colisões causadas por motoristas distraídos são frequentes, que no caso em questão há o dever de indenizar e para isso é importante que ao contratar o seguro ato sejam destinadas verbas compatíveis com o que pode vir a ocorrer, na cobertura de RCF-V Responsabilidade Civil Facultativa – Veículos. 

Sergio também destaca que o ocorrido serve como alerta para os Corretores de Seguros. “É um alerta para aqueles que não questionam aqueles segurados que reduzem os valores de cobertura para pagar menos e na hora do sinistro  têm que tirar dinheiro do bolso para fazer frente a reparação dos danos de terceiros. Também é importante prever cobertura para Danos Morais, porque se houver condenação judicial o seguro pode minimizar o prejuízo financeiro”, disse. 

O especialista ainda frisa o fato do carro atingido ser particular, porém caso fosse um veículo de aplicativo, poderia advir as diárias de paralisação, que também teriam que ser indenizadas, podendo estar cobertas pelo seguro do causador do acidente, se contratada a cobertura específica para este fim.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Esta é uma área exclusiva para membros da comunidade

Faça login para interagir ou crie agora sua conta e faça parte.

FAÇA PARTE AGORA FAZER LOGIN